A África celebrada na Alemanha e o dia da independencia de Benin

África celebrada na Alemanha e dia da independência de Benin

Na cidade alemã Magdeburg localizada a uma hora e meia de Berlim, pessoas de diversos países da Africa se encontraram para a celebração Independência da ex colônia francesa Benin.

Benin alcançou sua independência no dia 1º de agosto de 1960, também foi referida como a “Costa dos Escravos” desde o século XVII devido ao grande número de escravos embarcados para o Novo Mundo durante o tráfico negreiro transatlântico. A maioria dos negros capturados eram vendidos no Brasil e no Caribe. Benin tem 60% da população praticante do vodun (religião nativa), no Brasil conhecido como candomblé. Antes chamada de República de Daomé, em 1975 o país adotou o atual nome de Benim, em razão de o país ser banhado pela Baía de Benim, no sul do país.

Atualmente Benin é uma dos países mais bem sucedidos democrático e politicamente na Africa, ao contrário do seu vizinho Nigéria rodeada de conflitos há décadas. A celebração envolveu diversas etnias africanas vinda de diversos países como Angola, Moçambique, Nigéria, Sudão, Congo. A festa foi repleta de comidas típicas como pratos com folhas de mandioca e muito dendê. As danças eram semelhantes as que se vê em Salvador, o ritmo africano Kuduro foi o mais tocado. Os cantos eram muitos, e todos tinham o direito de cantar ou discursar sobre a vida naquele país. A sensualidade africana era representada pela mistura de roupas extravagantes e tecidos coloridos tradicionais que indicava a democrática mistura de costumes naquela parte da Alemanha. Sem dúvida uma noite surpreendente e uma curiosa performance com centenas de notas de euro coladas nos corpos de quem simpatizavam. E fui surpreendido com uma nota de 10 euros colada na minha testa. Foi a benção da noite. Salve salve Benin.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
No tags yet.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square